1 de nov de 2012

Um que passa pro outro - ou o compartilhamento de brinquedos e roupas

Outro dia a Nina chorou numa loja porque queria muito ficar no carrinho que viu. A gente não ia comprar - e nem vai (to querendo fazer é uma limpeza em casa, isso sim!) - mas lembrou que o primo Mattheus, também conhecido como Pitico, tinha um que já não usava mais. Conclusão: pedimos emprestado, o pai foi buscar e ela ficou feliz da vida!

Aí que eu estava aqui de bobeira divagando e lembrei que, hoje em dia, não é preciso comprar todos os brinquedos que as crianças veem pela frente (nem daria, né?). Além de continuar esse processo de "um que passa pro outro", dá também para alugar. Eu conheço dois lugares que oferecem esse tipo de serviço, a Joanninha e o Clube do Brinquedo. Confesso que nunca usei, mas sou bastante simpática à ideia. [update: tem também a Casinha de Brinquedo].

Fora o brinquedo, somos adeptos do "um que passa pro outro" também em outros itens. A prima Bibi, por exemplo, é nossa 'fornecedora oficial' de roupas mais velhas. Se você perguntar pra Nina "quem te deu essa blusa?", mesmo que seja nova, ela vai dizer "a Bibi". E eu, claro, também já passei muita coisa da Nina pra frente, pra não parar esse ciclo tão bacana.

E vocês, costumam compartilhar o que não serve mais pros seus filhos? Ou só gostam de coisas novinhas em folha? 

Ps. O carrinho está 'emprestado' pra Nina. Depois ela vai devolver pro Pitico, que vai emprestar pra prima Isabela, que também vai ganhar outras coisas da Nina... 

Nina e seu carrinho azul, emprestado do Pitico...
Ao fundo, no sofá, a Zazá 'emprestada' da Bibi

9 comentários:

  1. Aqui também somos adpetos do "um que passa pro outro". Luna herda muitas coisas! Não tenho menor problema com isso. Ela herdou o velotrol que era da prima, herdou brinquedos do MC Lanche Feliz (personagens do filme Monstros S/A) do primo que hoje tem 11 anos e a última "herança" foi de uma filha de uma amiga, que tem 15 anos e começou a namorar, e como diz aquela música, enjoou da boneca e se desfez de uma coleção gigantesca de bonecas Polly, com milhares de roupinhas, casa, carros, tudo do mundo dessa bonequinha!
    Muito bom isso, né? E Luna também doa os brinquedos, mas ela não participa da doação, porque ainda não consegue entender o processo. Mas um dia ela entenderá!

    Beijão.

    ResponderExcluir
  2. Aqui a Helena é a mais nova da família e entre os amigos não temos poucos bebês da idade dela. Mas ela ganhou uns vestidos da prima de 9 anos que minha cunhada havia guardado, outros da prima de Maceió, doamos algumas coisas dela e comprei em brechó de mãe na internet tb. Eu acho o máximo isso de "um que passa pro outro" evita o consumismo absurdo e creio que com isso ensinamos a eles o desapego das coisas materiais.

    Beijos
    @maebivolt
    #amigacomenta

    ResponderExcluir
  3. Eu aproveito muito das amigas,e tbm passo adiante os da minha pequena,a última grande aquisição foi a casinha de bonecas e mais alguns brinquedos que vieram junto,fiz um post sobre isso(reaproveitar brinquedos e roupas).Esses veio uma sacola com roupas da filha da dinda da pequena...reaproveitar sempre.
    bjs
    #amigacomenta

    ResponderExcluir
  4. Carol...sou super a favor das trocas e receber dos outros..está semana mesmo a Chiara ganhou algumas roupas de uma amiga mais velha...mas penso q ainda somos muitos crus neste quesito....pois compramos muitas coisas que o vizinho pode ter e não estar usando...precisamos organizar mais feiras de trocas....o nosso dinheiro agradece, né?? Bjao
    Camila Mamãe Viver Bem Bom
    http://viverbembom.com.br
    #amigacomenta

    ResponderExcluir
  5. Eu gosto de compartilhar. Faço muito isso, entre os irmãos e com amigas que têm filhos. É uma experiência enriquecedora.

    ResponderExcluir
  6. Aqui em casa somos usper adeptos do "troca troca" hehehe
    Desde pequena eu faço isto com minhas irmãs e primas, e continuei depois de grande fazendo trocas com as amigas, primas...
    Entre as crianças faço sempre, recebo e doo roupas, sapatos, brinquedos...
    No começo deste ano eu ganhei um mes da Joanninha para testar o aluguel de brinquedos, foi uma experiencia bem legal, o medo que eu tinha de que eles não quisessem devolver não se concretizou, incrivel a capacidade de compreensão das crianças, desde que vc esteja disposto a explicar muito bem explicadinho quantas vezes for necessário! rsrsrs

    bjo!

    Loreta #amigacomenta;)
    @bagagemdemae

    PS: Vai ser ótimo te ver toda semana, adorei!! ;)

    ResponderExcluir
  7. Que gracinha! Aqui eu sempre passo também, mas como não temos parentes aqui fica mais difícil pegar emprestado e emprestar também. Vou testar as lojas. Adorei a dica!
    Beijos
    #amigacomenta
    http://www.soumaeeagora.com

    ResponderExcluir
  8. nossa, sou total adepta a esta troca e empréstimo!
    Com a Clara vai ser um pouco difícil, pois não temos crianças na família .... na minha época (isso é péssimo, né? rs) nós faziamos isso entre os primos com roupas e brinquedos!

    beijos

    ResponderExcluir
  9. Super a favor dessa corrente "um que passa para o outro". E digo mais, para quem não tem primos com idades próximas, não se esquecem que os colegas de escola podem ser tornar "doadores e receptores", pois sempre tem um na turma que é maior que os outros, então poderá doar as roupas para o menorzinho. Aqui em casa sempre doei as roupas e brinquedos que minha pequena não usava mais, e desde bem pequeninha já colocava ela para separar os brinquedos para doação e explicava que alguém iria poder se divertir muito com aqueles brinquedos que ela já não usava. Alguns joguinhos guardei (tudo muito bem conservado) e esses ela deu para o primo que é 4 anos mais novo que ela. E minha pequena recebe muitas roupas de uma colega de classe que é bem grande para a idade, e também de uma vizinha. E assim economizamos dinheiro, não acumulamos as coisas e ainda fazemos alguém feliz! :o) Baci

    ResponderExcluir

Use este espaço para divagar, escrever, complementar... Sinta-se em casa!!! ;)

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...