6 de mar de 2012

Vida após às 21h (ou "além de mãe"...)

Enquanto eu trabalho fora, a Nina vai pro berçário (lembram do drama?). Aí, quando vou buscá-la (morrendo de saudades), dedico todo o meu tempo pra minha pequenina. Juntas brincamos, lemos, cantamos no banho, fazemos bagunça no jantar, dançamos Backyardigans (essa parte o papai também participa e adora!) até que, enfim, Nina dorme 'o soninho dos justos'. É só depois que ela capota que consigo tomar banho, que acesso a internet, que leio as coisas bacanas que vi durante o dia, visito os blogs das amigas, que ligo pra alguém pra papear (essa parte faço pouco, é verdade)...  enfim, que vou "cuidar da vida", como dizem (isso quando eu não durmo junto com ela... ahhhh, adoro dormir antes das 20h!).

Aí que hoje eu li no Facebook um comentário da querida Milena, mãe do João Pedro, que achei muito sincero: a felicidade de poder trabalhar enquanto o bebê fica no berçário. Pois bem, é isso. Tem mãe que precisa de um tempo pra si, pra poder ser mãe. #soudessas. EU preciso respirar um pouco, pra voltar pra casa cheia de saudades e morrendo de vontade de deitar no tapete e fazer bagunça com a minha filha. Isso vai muito além da questão financeira (que também é importante pra mim, claro). 

Tem mulheres que param de trabalhar para cuidar dos filhos full time. Admiro, e muito. Mas pra mim, não rola. Preciso ver gente, conversar, espairecer, expandir. Claro que minha filha virou prioridade total, e por causa disso, mudei totalmente o ritmo de vida após seu nascimento. Ainda que eu mude ainda mais (olha o sonho do home office, aí, gente!), preciso ter meu tempo, meus sonhos, minha vida "além de mãe".

É aquela velha história sobre o que vale mais: menos horas com muita dedicação e disponibilidade ou ficar o tempo todo junto, dividindo a atenção (e paciência) com 'todo o resto'? 

perto ou longe, #amordemãe é tudo!

19 comentários:

  1. Carol
    Concordo, acho que ser mãe é um conjunto de coisas. Para sermos boas mães temos que ser realizadas no que fazemos. Para termos paciência com nossos "anjinhos" temos que ter um tempo pra nós mesmas, afinal precisamos viver. Qualidade de vida para as mães é algo fundamental no desenvolvimento dos filhos.
    Bj, saudade

    Daniela

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, Dani. O importante é q a mãe esteja bem. Cada uma a sua maneira! Bjs

      Excluir
  2. Bem legal teu post, mas polêmmico também né?
    Porque cada mamãe tem sua opinião.
    Eu sou das mães full time. E na maioria das vezes, a roupa pra passar vira uma pilha gigante, já que me dedico praticamente integralmente à Helena. As coisas da casa vão ficando em segundo plano. Aproveito a soneca dela pra dar uma geral na casa, pra deixá-la a vontade pra engatinhar.
    Mas é bem puxado mesmo!
    Mas isso também não quer dizer que não goste das outras coisas... tbm PRECISO ver gente, conversar e expandir. Apenas estou me dando esse tempo com ela. Saio vez ou outra com uma irmã ou amiga pra jogar conversa fora, e volto renovada.
    Isso tudo passa num piscar de olhos...

    Mas tem mamães que realmente não conseguiriam passar o dia inteiro junto; tem dia que estressa mesmo. Por isso eu disse: o assunto é polêmico pois cada uma tem um jeito de pensar.

    Beijos!!
    Ana.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Ana! Q bom q vc relatou o contraponto aqui! O ssunto é polêmico mesmo, por isso ttenho cada vez mais convicção de que trabalhar ou não após a maternidade é uma escolha (pra quem pode escolher) totalmente pessoal. Só vc sabe o quanto precisa, aguenta e espera da vida... só. Vc sabe o ritmo da sua casa, o quanto tem de ajuda da família... enfim, é muito particular!
      Um beijão pra vc e pra Helena!!

      Excluir
  3. Acho que hoje em dia este é o retrato das mães... trabalhar, cuidar, dedicar e dedicar!!! Eu sinceramente tem vezes que dá vontade de largar tudo e ficar só em casa educando e cuidando do Pequeno, mas realmente este tempo que dedicamos à nós mesmas é muito bom! Aprendemos e conhecemos coisas e pessoas diferentes e temos mais gás para dar conta da energia daqueles que nos faz a vida parecer um conto de fadas!
    Adorei o post!
    Bjs
    Falou Tchau
    #amigacomenta

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ai, ai, o eterno malabarismo, né? mas a gente dá conta... de um jeito ou de outro, mas dá! rs
      beijos

      Excluir
  4. Concordo Carol. Eu escolhi cuidar do Theo full time até os 2 anos, mas sinto falta de produzir, pois sempre trabalhei.
    Depois dos 2 anos dele pretendo voltar com tudo para o trabalho, estudos e deixa-lo sem preocupação na escolinha.
    Essa foi a escolha que eu e maridão fizemos. Mãe feliz, filho feliz =)
    Grande beijo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É isso, a escolha vem de vcs e pronto. Mãe feliz, filho feliz!!! Gostei!

      Excluir
  5. Concordo que trabalhar ou não é escolha individual. Eu escolhi o home office para poder ter flexibilidade. Uma coisa funciona para um família, outra funciona para outra... O que não podemos é deixar de ser presentes e de priorizar o relacionamento mãe-filho, que é insubstituível e o tempo perdido não volta.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cris, home office é uma boa, né? é meu objetivo, estou a caminho dele. Mas independentemente do tipo de trabalho, o lance é estar presente. Ah, e o tempo passa rápido... bjs

      Excluir
  6. Vim aqui conhecer seu cantinho e descobri que já conheço!! rsrs
    Adoro o nome do blog e amei seu texto!
    Tem razão: perto ou longe amor de mãe é tudo!

    @_maejestade

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. oi, Rose! q bom!!! volte sempre aqui!! beijos

      Excluir
  7. Carol, me identifiquei bastante com este seu post, viu? Mas, confesso que vez ou outra bate aquela vontade de largar tudo para ficar com minha filha... É uma decisão muito importante e que precisa ser tomada em família, em comum acordo. Não penso que tenha um jeito único e "certo" de ser mãe, e concordo muito com a Mãe do Théo; mãe feliz, filho feliz. é bem por aí!

    Seu espaço é lindo e vou tentar aparecer de vez em quando. ;)
    (como trabalho fora, meu tempo "livre" é completamente ocupado pela filhota e marido; foi uma opção que fiz para aproveitar melhor seus primeiros anos de vida, mesmo trabalhando fora - acho que você me entende bem, né?)

    Beijoca!
    Silvia Azevedo
    #amigacomenta

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. hahaha, olha lá a gente na correria, né Silvia? Eu tb fico na doideira pra ler coisas e visitar blogs na net... sempre q tenho um tempinho, dou um jeito! Volte sempre que quiser, será bem-vinda! beijos

      Excluir
  8. Gostei muito seu post!
    Você é das minhas também trabalho fora e não me imagino ficar full time em casa, respeito e admiro muito quem consegue, mais eu sempre fui independente e sei que não me acostumaria ficar em casa.E assim como vc espero as crianças dormirem para fazer minhas coisas e até limpar a casa.

    Beijos
    #amigacomenta

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. pois é, cada uma sabe dos seus limites, né? eu admiro mto as mulheres q ficam em casa com os filhos - também não deve ser fácil, imagino q seja tão corrida como a nossa vida, só que de outra forma, né?
      beijos

      Excluir
  9. Que legal que vc consegue conciliar as coisas!

    Sou mãe full time pq sempre sonhei com isso e tb pq meu trabalho mãe era compatível com a maternidade (sou biomédica e trabalhava em diagnósticos, mexendo com materiais contaminados e fazendo MUITAS horas extras).

    Sinto-me uma privilegiada pois meu marido me apóia totalmente nessa decisão e ele acabou tendo 2 empregos para podermos nos manter assim.

    Porém assim como vc tb preciso do meu tempo, pois ficar falando de carros e Star wars o tempo todo não dá (tenho 2 meninos). E consigo esse tempo qdo eles estão na escola. No período da tarde aproveito para arrumar a casa, ir na academia e fazer minhas coisas, oq ue faz muito bem pra mim.

    O que eu queria mesmo era poder trabalhar somente nesse período que eles estão na escola, mas aí tenho que arrumar outra profissão!

    Bjos
    Elaina Furlan #amigacomenta
    http://www.vidademae.net/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. hahaha, Elaina, ri com seu comentário de "ficar falando de carros e star wars"!!!
      acho q o fato de vc deixá-los 1/2 período na escola já ajuda muito, faz toda a diferença. Isso é bom pra vcs todos!
      beijos

      Excluir
  10. Oi Carol! estou no meu momento "além de mãe"! rsrs tenho um filho de 10 meses e fico tempo integral com ele, nossa! como vc falou tem que ter mta paciência né... acho que sou como vc, preciso de um tempo pra mim! mas tudo tem sua hora, e a minha é quando eu conseguir um emprego! hehehe Adorei seu blog, sempre que tiver um tempinho vou dar uma espiadinha por aqui. bjos boa noite!

    ResponderExcluir

Use este espaço para divagar, escrever, complementar... Sinta-se em casa!!! ;)

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...