9 de mai de 2011

Sorte minha de ser sua mãe!

Pensei em escrever ontem, mas como comentei com duas amigas, me dei folga do mundo virtual no domingo para curtir exclusivamente minha pequena. É, porque afinal, sem ela, eu não teria o que comemorar como mãe ("apenas" com a minha mãe, claro).

Depois de um almoço em família - eu, Nina e André! - fiquei em casa sozinha com ela, já que o papai foi garantir o leitinho da casa no clássico do Pacaembu. Pensei em sair, tinha até combinado de andar por aí, pela av. Paulista de meudeus, mas acabei arregando, só para ficar paquerando a Nina, e perceber o quanto ela está ficando mocinha! Ok, aos oito meses e meio ela ainda é uma bebezinha fofa, mas já se mostra independente para algumas situações (como sair escalando sofá, armário e cadeira) e cheia de personalidade (que até parece 'birra', quando se joga para trás quando está insatisfeita com algo).

Aproveitei o momento para relembrar quanta coisa já vivi como mãe - os primeiros meses tão difíceis, os chorinhos apaixonantes, o duelo com o sono, nossa aventura em Buenos Aires e até as lembranças do barrigão antes da chegada da Nina. O tempo ganhou um jeitão todo malemolente, as lembranças pareciam distantes e próximas.

Olha, não é fácil ser mãe, ainda mais quando a gente tem que fazer malabarismo para conciliar com a nada fácil vida profissional, com as coisas da casa, com o relacionamento, enfim, com outros papéis que desempenhamos além daquele de cuidar de um serzinho tão dependente. Por isso, quando vejo a Nina bem e feliz, engatinhando feito doida e dando o maior trabalho, sinto muita alegria e a sensação de que sou capaz, sabe?

Ah, claro, e no fim do domingo, pegamos no sono juntas, curtindo o frio do fim de tarde. E uma única certeza pairou no ar: que sorte a minha de ser mãe da minha filha!


Nina e sua pinta de menina-conversadeira... toda cheia de charme aos 8 meses e meio!

Em tempo: na semana passada fiz um encontro antecipado de Dia das Mães em Campinas. Vi minha mãe Angélica (que está super gripada, tadinha!), minha vó Íris (a bisa saiu do hospital e está em casa!), minhas tias-mães Li e Márcia, minha mãe-madrinha Gilda e minha prima Paula, mãe da Gabi e de outra fofurinha que deve chegar em novembro e aguardamos ansiosos! Foi um fim de semana que confirmou a ideia de que não é uma data "comercial" que faz o evento, mas sim as pessoas reunidas! Amo muito todas elas...

Em tempo 2: sábado a tia Mi e o tio Tinho se esbaldaram com a Nina no colinho, enchendo-a de carinho! E o primo Mattheus foi um charme só, falando toda hora "a Nina, a Nina", do alto dos seus um ano e onze meses! E ontem, pra fechar o dia, a vovó Sara viu a Nina pela webcam depois de um tempão!!! Ela ficou tão feliz, que nos deixou super feliz também!!! Em breve a Nina vai curtir a Sarinha, tia Marcela e os primos queridos de NY!!!

2 comentários:

  1. Delícia né?
    Ta muito fofa nessa pose!
    Essa promete! hehehe
    Parabens pelo nosso dia!
    beijao
    Lele

    ResponderExcluir
  2. Que delícia de texto e que foto mais fofa!!!!
    A felicidade é simples assim!
    Beijos!!!

    ResponderExcluir

Use este espaço para divagar, escrever, complementar... Sinta-se em casa!!! ;)

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...